quarta-feira, 24 de junho de 2009

MANDUCA DA PRAIA

MANDUCA DA PRAIA.








A capoeira do estado do Rio de Janeiro também teve seu palco, ou seja, teve sua história.

Vamos começar por Manduca da Praia, sabemos que existiram outros, mas minha memória não falha e esse homem foi o melhor capoeira.

Iniciou sua carreira de valentão e destemido por volta de 1850 agredindo touros bravos sobre os quais saltava, possuídos de muita força física e “destro como uma sombra”, Manduca aprendeu a malandragem e a valentia nas ruas de Rio de Janeiro.

Na época em que perigosos capoeiristas como Pedro cobra, Mamede, Quebra coco, Aleixo açougueiro, Bem-te-vi e outros faziam suas leis.

Manduca era pardo claro, alto e desde cedo se destacou no uso de navalha, punhal e de porrete de madeira que era seu companheiro inseparável e dos valentões da época, Manduca também era ágil na aplicação da rasteira na banda, cabeçada, no soco e no rabo de arraia.

Manduca tinha além da capoeira algo mais, que era sua inteligência fria, calculista e implacável aliada a uma sede de poder, de status e dinheiro, tinha uma visão de homem de negócios.

Era a época em que as maltas de Rio de Janeiro como a dos Guiamuns e a dos Nagôas



que aterrorizavam a população carioca, e época que a capoeira era jogada sem instrumento e sem floreio, era uma espécie de briga de rua e era perseguida pela polícia, mas o Manduca não fazia parte de nem uma das maltas existentes na época,dizia que isso atrapalharia os seus negócios, sendo Capoeira por sua conta e risco.

Foi capanga e guarda costas de ilustres políticos e nos esfaqueamentos e nos sarrilhos do momento ninguém lhe disputava a competência.

Nas eleições do bairro de São José ele dava as cartas, fazia o que queria com as cédulas, foi titular de 27 processos por ferimentos leves e graves e sempre foi absolvido pela influência que possuía.

Sua fama cresceu ainda mais pela chegada de um deputado português Santana que gostava de brigas.

Ouvindo falar de Manduca da Praia não tardou em procurá-lo, ao encontrá-lo houve desafio e depois de muito Santana e Manduca foram beber champagne e passaram a ser amigos. Manduca passou a viver só de seus conhecimentos nas altas esferas do poder e da banca de peixe que montou na praça do mercado onde passou a ganhar muito dinheiro, pois Manduca era inteligente e tinha o senso de negócios.

Além disso, cuidava de sua aparência, mesmo já sendo um homem maduro gostava de usar uma barba crescida em ponta grisalha e cor de cobre, ele nunca dispensava o casaco grosso e comprido com uma grande corrente de ouro a qual prendia o relógio, tinha olhos grandes e andava compassadamente desembaraçado.

O manduca fez fama e soube ganhar dinheiro foi temido e respeitado mesmo com idade avançada, a sua presença introduzia temor e confiança, ao mesmo tempo Manduca foi feliz.


MUSICA EM HOMENAGEM A MANDUCA DA PRAIA.


Que barulho é esse é um tal de zum zum zum

Que barulho é esse é um tal de zum zum zum

Foi o Manduca da praia que acabou de matar um

Foi o Manduca da praia que acabou de matar um

Quando a policia chegou foi um tal de auê auê

Quando a policia chegou foi um tal de auê auê

Vamos embora seu moço que essa briga é pra vale

Vamos embora seu moço que essa briga é pra vale



falaremos tambem de um outro herdeiro desta malandragem: O CIRIACO.

A capoeira do Rio de Janeiro não vivia só da fama de arte-marginal.

Identificamos e só assim fica provado que a capoeira sempre foi luta, na época de 1909 a revista “O Malho” de 15 de maio de 1909 divulga o jiu-jitsu contra a capoeira. Ciriaco – O herói – foi vitorioso, o estivador Ciriaco.

O japonês Sada Miako, lecionava no concerto avenida – teatro que era difundido pela Marinha do Brasil.

Esta vitória deu-se no pavilhão internacional de empresa Pascoal Segreto na avenida central hoje chamada de Rio Branco, Ciriaco morreu em 18 de maio de 1912 nesta época no Rio de Janeiro a capoeira não era dominada só por negros, havia brancos que também a praticavam.



CONTATO PARA FILIAÇÕES, CURSOS E PALESTRAS: 098 - 8862 - 2162 / 8146 6071 OU PELO E-MAIL: mestremilitar@hotmail.com / mestremilitarmaranhao@yahoo.com.br /  https://www.facebook.com/mestremilitar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SEU COMENTARIO, AGRADEÇO POR SUA OPINIÃO E SUJESTÃO PARA MELHORIA DA COSTUÇÃO DE NOSSA HISTORIA.